Sem nenhum cruzeirense presente, Mano divulga convocação da seleção para amistoso

Na manhã desta segunda-feira, o treinador Mano Menezes divulgou a lista, sem nenhum jogador do Cruzeiro presente, dos convocados para defender a Seleção Brasileira contra a Suécia, em amistoso que será realizado no dia 15 de agosto, em Estocolmo.

Sem nenhum cruzeirense na lista de Mano Menezes, o destaque vai para a volta do ex-cruzeirense Ramires a seleção Brasileira

Além dos 18 jogadores que estão disputando os Jogos Olímpicos, o comandante completou a chamada com outros 5 atletas. Destaque para o retorno do ex-cruzeirense Ramires, que estava afastado desde a Copa América de 2011, disputada na Argentina.

 Os outros atletas que não foram para Londres e, assim como Ramires, foram lembrados para integrar a Seleção são: Dedé (Vasco da Gama), Daniel Alves (Barcelona), Paulinho (Corinthians) e Jonas (Valencia).

►►CURTA O FACEBOOK DO PORTAL CELESTE!

Goleiros:

Neto (Fiorentina)
Renan Ribeiro (Atlético-MG)
Gabriel (Milan)

Laterais:

Danilo (Porto)
Daniel Alves (Barcelona)
Rafael (Manchester United)
Alex Sandro (Porto)

Zagueiros:

Thiago Silva (Paris Saint-Germain)
Juan (Inter de Milão)
Bruno Uvini (Tottenham)
Dedé (Vasco)

Meio-campistas:

Sandro(Tottenham)
Rômulo (Spartak de Moscou)
Paulo Henrique Ganso (Santos)
Oscar (Chelsea)
Lucas (São Paulo)
Ramires (Chelsea)
Paulinho (Corinthians)

Atacantes:

Neymar (Santos)
Alexandre Pato (Milan)
Hulk (Porto)
Leandro Damião (Internacional)
Jonas (Valencia)

Carta do ídolo Alex para torcida Celeste!

Alex: “O senhor tinha razão, Seu Ênio”

O senhor tinha razão, Seu Ênio

por Alex

Em 1995 eu tive minha primeira oportunidade com a camisa do Coritiba na equipe principal. Aos 17 anos dava meus primeiros passos como jogador profissional. Fui conhecendo pessoas ligadas ao futebol, conquistando um espaço em Curitiba e era figura carimbada nas seleções de base do Brasil.

O Coritiba vivia uma crise financeira absurda e começaram a surgir procuras pelos nossos jogadores, os jogadores mais jovens de preferência. Foi a primeira e única vez que falei com uma lenda do nosso futebol: Ênio Andrade!

O Cruzeiro foi a primeira equipe a se interessar em minha contratação naquele ano. Acabou não acontecendo a negociação e fiquei com gosto de poder atuar um dia no Cruzeiro.

Seu Ênio, em 30 minutos de conversa, me desenhou o clube e disse que meu perfil se enquadrava na escola que o cruzeirense gostava. E aquilo batia na minha cabeça dia após dia. Desse dia em diante guardei uma frase em minha cabeça: “você possui o DNA do Cruzeiro”.

Não era um qualquer quem me falou. Era o mestre Ênio Andrade!

Era (sou) alucinado pelo Zico e pelo Sócrates, mas eles estavam longe. Comecei a assistir jogos em Curitiba. Com 10 anos de idade, ia sozinho aos estádios. Ia para ver três jogadores em especial: Serginho, Tostão e Carlinhos Sabiá. E pouco me importava em quais equipes eles estavam. Tostão e Carlinhos vieram do Cruzeiro.

Em 1996, na minha primeira competição de primeira divisão, fiquei apaixonado no Mineirão. Empatamos em 0 a 0 com o Cruzeiro, mas a maior lembrança que tenho é de uma bola que veio toda errada e o Palhinha consertou. Assim que ele domina, automaticamente o torcedor solta um “oooohhhhh!” e o Palhinha sai com a elegância de sempre.

Depois, já no Palmeiras, enfrentei varias vezes o Cruzeiro, sempre em grandes e disputados jogos. Aí chegou minha chance em 2001…

Eu estava com uma liminar da Justiça do Trabalho nas mãos e o treinador do Cruzeiro era o Paulo Cesar Carpegiani, o mesmo que seis anos antes tinha me puxado dos juvenis para o time principal no Coritiba.

Chego ao Cruzeiro e vejo o clube em um momento confuso. Bons nomes, mas sem um time formado. Eu, individualmente, sofrendo. Poucas vezes fui a campo e, quando fui, me apresentei abaixo do que podia.

Tive apenas um bom jogo, mas não era um jogo qualquer. Era o clássico diante do Atlético Mineiro, que naquele momento era mais time do que o nosso. Fiz dois gols e pude pela única vez dividir a alegria com o cruzeirense.

Acaba o fatídico ano de 2001. Treinador e diretoria me falam que contam comigo para a próxima temporada. Saio de férias, cheio de planos, e a FIFA me suspende por ter contrato duplo, com Cruzeiro e Parma. Daí minha vida vira uma loucura.

Para “ajudar”, o Cruzeiro espera até o último dia de férias para, num gesto covarde, o mais covarde que sofri em futebol, me mandar embora pelo telefone. Sem ao menos me dar o direito de pegar minhas coisas e me despedir dos companheiros.

Nove meses depois eu estava livre do Parma e para negociar com quem eu quisesse. Aí me liga Vanderlei Luxemburgo dizendo a seguinte frase: “ninguém quer você aqui, mas eu quero”.

Resolvi voltar.

Fiz meu pior contrato da carreira somente para apostar com o Luxa e comigo mesmo que era possível eu jogar bem com o manto azul. Estreio no Canindé e faço a jogada do gol da vitória. Bom início!

Entro em 2003 querendo apenas jogar futebol e ter um filho. Aí começa a magia… Fomos à Nova Lima enfrentar o Villa Nova, faço um bonito gol e saio do meu normal.

Subo no alambrado e comemoro com a torcida.

Logo depois, enfrentamos o clássico. Faço dois gols e dou uma assistência das mais lindas da minha carreira para o Marcelo Ramos arrematar com a categoria de sempre.

O discurso começa a mudar a partir dali. O torcedor começa a me entender, eu começo a entender o cruzeirense. Uso a 14 numa analogia aos anos consecutivos com títulos conquistados pelo clube. Levanto a taça de campeão mineiro.

Aqui, faço um parêntese: sou apresentado a Dirceu Lopes, o Príncipe! Cresci com meu pai falando de Rivellino, Ademir da Guia e Dirceu Lopes. Em São Paulo, já tinha conhecido os outros dois e agora estava tendo a honra de conhecer o Senhor Dirceu.

Naquele momento eu era o ex-jogador desacreditado que tinha se tornado capitão do time e que também contribui com uma pequena parcela na rica história do clube.

Passeávamos pela Copa do Brasil até chegarmos ao Maracanã. Vou dar uma letra do que aconteceu nesse momento. Enfrentamos um lindíssimo Maracanã rubro negro e um bom time do Fla. Mas fomos donos do jogo, desfilamos com bons passes e boas passagens dos laterais. E fiz nesse jogo um dos gols de mais difícil execução da minha vida.

Na quarta seguinte, jogamos 30 minutos e saímos campeões. Quiseram os deuses da bola que os gols saíssem da minha canhota. Aí a magia está se fechando. A essa altura, já tratava o Senhor Dirceu Lopes apenas por “Dirceu”. A simplicidade do Príncipe me permitia isso.

Após esse título, Dirceu me disse uma frase que carregarei para sempre: “Você é digno da 10!”. Saí de perto dele para chorar na rouparia em meio a muitas chuteiras sujas.

O Brasileirão corria e nos voávamos. A interação com o torcedor era absolutamente mágica. Vou a Curitiba, onde pretendia ser campeão em minha cidade, diante do Paraná Clube. Não aconteceu. E ainda aconteceu o pior: levo o terceiro cartão que me tira do esperado jogo do título, contra o Paysandu.

Quis o destino que eu fosse campeão brasileiro como torcedor. Ao lado de mais de 80 mil pessoas nas arquibancadas do velho e saudoso Mineirão. Minha ansiedade era tamanha que dei a volta olímpica com o jogo acontecendo. Não aguentava de tanta alegria. Não aguentava de tanta emoção que sentia naquele momento. Se engana quem acha que dei aquela volta olímpica sozinho. Demos a volta olímpica! Eu apenas puxei mais de 8 milhões de corações felizes.

Num passe de mágica, eu era um ex-desacreditado que se tornou o capitão da tríplice coroa. Minha mulher, que tinha perdido duas gestações, estava grávida. Graças a um tratamento que o clube me permitiu alcançar devido aos vários dias que me ausentei da Toca.

Recebo as faixas do Príncipe e faço o gol mais difícil da minha carreira no mesmo dia, contra o Fluminense. Vou para casa pensando: essa magia não acaba?

Na semana seguinte meto 5 gols e entro na galeria dos goleadores do clube. Acabou? Não!

Volto para assistir a um jogo da Libertadores em 2009, contra o Grêmio, e repito o gesto da volta olímpica de 2003. Assinaria um contrato em branco naquele dia, devido a tanta emoção. Aí sigo um pouco cruzeirense, à distância, mas sigo.

Quando me deparo com a semana de festa: 27 de junho de 2015 será somente o carimbo de uma história. Uma constatação.

Seu Ênio Andrade disse que eu tinha o DNA do Cruzeiro. Realmente ele acertou…

Obrigado, Cruzeiro, pela segunda chance.

Obrigado, cruzeirense, por me proporcionar a oportunidade de comprovar a tese do Seu Ênio.

Espero vocês no Mineirão. O Cruzeiro merece.

Fonte original:
http://espnfc.espn.uol.com.br/cruzeiro/trem-azul/5077-alex-o-senhor-tinha-razao-seu-enio

Nova contratação, adiamento de apresentação e novela Pará

O Cruzeiro anunciou hoje a contratação do Meia Alex do Botafogo-SP que foi vice campeã da copa São Paulo de futebol junior, Alex foi destaque pela portuguesa e ganhou inclusive prêmios pelas boas atuações em jogos pela copinha, Alex começou a ser observado pelo Cruzeiro depois da partida que deu a vitória para o Botafogo sobre o FLORminenCFluminense por 3×2.

  • Acompanhei muitos comentários a respeito desta contratação e em sua absoluta maioria todos elogiavam a contratação e lí ótimos comentários a respeito de cobrança de falta e toque de bola do garoto, espero que se encaixe bem no elenco celeste!

Outra novidade na toca 2 foi o possível acerto entre Cruzeiro e Bahia para contratação do lateral Pará, os diretores que divergiam bastante sobre os valores de venda parecem que chegaram a um acordo e a novela pode ter seu fim com a assinatura de contrato do jogador ainda nesta quinta-feira.

E ai, gostaram da contratação? Lembrando que o meia SOUZA (Ferrugem) está envolvido na negociação, caso dê tudo certo o Cruzeiro fica com 50% dos direitos do jogador Pará.

Para você que está receoso com as contratações do Cruzeiro, recomendo a leitura do texto “Existe Vida para o Cruzeiro em 2015″ do Doentes por futebol, segue o link: http://doentesporfutebol.com.br/2015/01/existe-vida-para-o-cruzeiro-em-2015/

Para finalizar as notícias, o lateral MENA que seria apresentado ontem na toca 2 teve sua apresentação adiada para o dia de hoje, resta saber se a apresentação vai mesmo ocorrer pois chegaram a dizer que a contratação teria tido problemas entre as partes depois do advogado do jogador pedir uma revisão do contrato apresentado pelo Cruzeiro.

Melhores momentos de Democrata 1×2 Cruzeiro

O Cruzeiro saiu perdendo o jogo com um lindo gol de Rodrigão do Democrata, o cruzeiro reagiu no segundo tempo e virou o jogo com gols de Henrique e JOEL que marcou seu primeiro gol com a camisa celeste!

detalhe, Joel jogou muita bola ontem e acredito que será titular invés de Damião.

Ficha:
Local: Estádio Mamudão, em Governador Valadares (MG)
Data: 01 de fevereiro de 2015, domingo
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Igor Júnior Benevenuto (CBF/FMF)
Assistentes: Marconi Helbert Vieira (CBF/FMF) e Ricardo Junio de Souza (CBF/FMF)
Cartões amarelos : (Democrata-GV) Osvaldir, Denilson

GOLS:
DEMOCRATA-GV: Rodrigão, aos 13 minutos do primeiro tempo
CRUZEIRO: Henrique, aos 28 e Joel aos 34 minutos do segundo tempo

DEMOCRATA-GV: Fábio Noronha; Rodrigo Lima, Jadson, Ricardo Duarte e Denilson; Marcel, Júlio César, Osvaldir (Douglas) e Paulinho (Leandro Alves); João Paulo (Hamilton) e Rodrigão
Técnico: Gilmar Estevam

CRUZEIRO: Fábio; Mayke, Léo, Bruno Rodrigo e Gilson; Henrique, Eurico (Joel), Marquinhos (Bruno Ramires) e Judivan (Neílton); Willian e Leandro Damião
Técnico: Marcelo Oliveira

Cruzeiro surpreende em valor de PPV

A Globo divulgou os valores de Pay Per View para os clubes de futebol, o montante de 300 milhões de reais será distribuído para os clubes da série A da seguinte forma:

Flamengo: R$ 45.491.016
Corinthians: R$ 38.424.735
Cruzeiro: R$ 24. 458.777
Atlético-MG: 23.052.977
Grêmio: R$ 21.547.828
Sâo Paulo: R$ 20.142.655
Vasco: R$ 20.028.949
Palmeiras: R$ 17.739.628
Fluminense: R$ 17.370.833
Internacional: R$ 16.788.828
Botafogo: R$ 11.520.889
Bahia: R$ 11.129.115
Santos: R$ 10.469.180
Vitória: 6.874.848
Coritiba: R$ 4.716.728
Sport: R$ 4.433.391
Atlético-PR: 3.772.830
Goiás: R$ 2.036.394

OS valores foram decididos através de uma pesquisa feita pelo Datafolha e Ibope para saber quais clubes eram mais presentes em audiência, foram ouvidas dez mil pessoas e Corinthians e Flamengo-RJ sozinhos receberam 28% do valor e logo em seguida Cruzeiro e Atlético, os times recebem o valor em duas parcelas, dia 28 de fevereiro e dia 31 de março.

Saudações celestes

Patrocínio máster e possivel novo meio campo

O Cruzeiro ainda não definiu seu patrocinador Máster para a temporada 2015 a indecisão vai de encontro a dificuldades de negociação com o banco Caixa econômica federal que ainda não decidiu se vai ou não manter gastos com equipes de futebol neste ano, Fato é que no ano passado eles fizeram uma proposta para o Cruzeiro que não pode ir para frente devido ao contrato do Cruzeiro com o banco BMG.

Marcone Barbosa “Diretor de Marketing” deu uma entrevista ao Super Esportes dizendo que o Cruzeiro não esta esperando somente a decisão da Caixa, ele informou que o Cruzeiro também tem feito e recebido contatos de outras empresas, essa novela deve ter seu fim até o final do campeonato mineiro. O valor do contrato entre Cruzeiro e Caixa seria de 20 milhões de reais, Cruzeiro hoje tem patrocínio da empresa Laticínios Cémil e Alimentos Vilma.

Outra notícia é que o Palmeiras parece ter deixado a vontade de contratar o Claiton Xavier de lado e com isto o Cruzeiro seria o clube mais próximo de fechar contrato com o meia, pode pintar surpresa na toca 2 ainda essa semana, como diria o saudoso Adilson Batista: vamos aguardar.

Claiton Xavier tem 31 anos e joga no Metalist da Ucrânia e seria vendido em torno de seis milhões de euros, como ele teve seu vinculo com o metalist encerrado, ele viria de graça para o Cruzeiro e o time celeste arcaria somente com os custos trabalhistas do jogador.

A Força da vaia X Força da mudança.

Olá amigos celestes, venho dessa vez trazer um assunto polêmico que é amplamente discutido entre torcedores em grupos de facebook rodas de bar e outros, não é novidade para ninguém que o Cruzeiro desmontou seu time vitorioso de 2013 e 2014, mudamos a forma de jogar e várias peças de reposição chegaram para compor o elenco celeste e se estas peças vão se encaixar no esquema tático do Marcelo ainda não sabemos.

Vou ponderar alguns pontos que julgo principais:

O time de 2013 também teve uma reformulação gigante e lembro ainda que perdemos o mineiro daquele ano. O Cruzeiro conseguiu se estruturar e mudar sua forma de jogar e com a força da torcida + Mineirão trilhou uma maravilhosa trajetória para dois títulos do Brasileiro.

Pessoal, por várias e várias vezes vejo cruzeirenses mais fanáticos chamando a torcida de torcida modinha, este termo tem sido cada vez mais difundido quando torcedores vaiam o time a qualquer custo, do outro lado os torcedores mais exaltados dizem que tem total direito de vaiar e que não tem que apoiar o time incondicionalmente, bem, meu ponto de vista e bem radical em relação a isso, VAIAR um time que foi quase totalmente desmontando na sua PRIMEIRA partida em casa e no minimo BURRICE.

Frequento o mineirão facilmente a 15 anos, vi muitas glórias celestes e inclusive uma grande mudança de comportamento da torcida celeste, na década de 90 eu achava a torcida MUITO exigente e em contra partida menos presente, hoje eu já vejo uma torcida mais presente e MUITO menos paciente.

Falando em épocas mais recentes eu gosto de citar o exemplo de jogadores como Fábio (este ainda muito criticado por alguns), Egidio, Ramires e o próprio Goulart que tanto faz falta hoje, todos este jogadores já foram amplamente vaiados e xingados a plenos pulmões por grande parte da torcida cruzeirense, ai você me diz: PQP Bruno, não posso cobrar? não posso xingar? eu pago ingresso igual a você!, Tudo bem, só acho que se deve vaiar o time Após o jogo se necessário e nunca durante ou na saída para o intervalo a não ser que o time esteja jogando de forma absurdamente ridícula, assim como ontem! (credo, que pelada) mas poxa, vaiar um time que esta todo remendado sem as principais peças e incoerente. E nessa hora que mais temos de apoiar o time e eu realmente acredito no poder de treinamento do Marcelo Oliveira, quem joga bola sabe como é complicado jogar sem esquema e sem entrosamento e as vezes só a vontade não ajuda.

Vi pessoas dizendo que por ser sócio tem direito de cobrar dobrado, BULLSHIIIT! sou sócio para ajudar o clube e ter meu lugar garantido, ser sócio e um privilégio e não um direito, não quer ser? cancele mas se é seja de coração! o time precisa de nós e de nosso apoio, certamente mais jogos feios vão vir mas precisamos dar tempo e torcer para que dê certo, mineiro pra mim é pré temporada, o erro pode acontecer mas a Libertadores bate a porta não devemos jogar essa pressão em cima do elenco.

Espero que entendam onde quero chegar, nos temos a força da mudança assim como o Cruzeiro está tentando mudar para melhorar a gente como torcedor fiel devemos apoiar! eu sai de casa domingo a tarde em um clima frio e chuvoso para apoiar e não vaiar, já o Julio Baptista e dificil defender pois realmente não consegue jogar bem mas deixem para vair DEPOIS do jogo, vamos apoiar galera, afinal Somos loucos da cabeça e AMAMOS O CRUZEIRO é o que interessa.

Apresentações e novo zagueiro chegando

O Cruzeiro finalmente apresentou o Willians e o Paulo André, ambos os jogadores chegam com grande apreensão por parte da torcida celeste pois o sistema defensivo ainda não passa aquela tranquilidade que desejávamos! na verdade eu acho que a última zaga que eu senti segurança foi com Bruno Rodrigo em boa fase e Dede já no final do Brasileiro de 2013.

Paulo Andre ainda está um pouco fora de forma e deve demorar ainda alguns dias para entrar em boa forma física já o Willians estava jogando no Inter e já esta pronto para atuar pelo Cruzeiro.

Outro novidade é a contratação do Zagueiro da Chapecoense Douglas Grolli o Cruzeiro e a chapecoense já tem um acordo firmado e só falta a assinatura do contrato com o jogador, ele sera a 12º contratação do Cruzeiro para a temporada.

Cruzeiro vence e Damião desencanta!

O Cruzeiro fez um bom primeiro tempo principalmente pelo bom futebol apresentado pelo Arrascaeta,Damião que a três jogos com a camisa celeste ainda não tinha conseguido marcar ontem meteu 2 gols no Guarani sem contar com a outra boa atuação de Judivan que mais uma vez entrou bem e também marcou seu gol.

Este time vai entrosar!

GUARANI 1 X 3 CRUZEIRO
Local: Arena do Calçado, em Nova Serrana (MG)
Data/Hora: 11/2/2015, às 22h
Árbitro: Emerson de Almeida Ferreira.
Auxiliares: Celso Luiz da Silva e Luiz Antônio Barbosa.
Cartões amarelos: Carlos Renato, Vinícius Kiss (GUA); Mena (CRU)
Gols: Leandro Damião, 14’/2ºT (0-1); Judivan, 35’/2ºT (0-2); João Carlos, 37’/2ºT (1-2); Leandro Damião, 46’/2ºT (1-3)
GUARANI: George, Roger (João Carlos, 36’/2ºT), Marx Freud, Thiago Papel e Carlos Renato; Rafael Jataí, Leandro Ferreira, Djalma (Vinícius Kiss, 21’/1ºT) e Michel Cury; Marcinho (Walterson, 28’/2ºT) e Fábio Júnior. Técnico: Gian Rodrigues.
CRUZEIRO: Fábio, Mayke (Eurico, 19’/1ºT), Fabiano, Léo e Mena; Willian Farias (Seymour, intervalo), Henrique, Marquinhos, De Arrascaeta e Willian (Judivan, 22’/2ºT); Leandro Damião. Técnico: Marcelo Oliveira.

 

Cruzeiro vence e Damião desencanta!

Cruzeiro vence e Damião desencanta!

O Cruzeiro fez um bom primeiro tempo principalmente pelo bom futebol apresentado pelo Arrascaeta,Damião que a três jogos com a camisa celeste ainda não tinha conseguido marcar ontem meteu 2 gols no Guarani sem contar com a outra boa atuação de Judivan que mais uma vez entrou bem e também marcou seu gol.

Este time vai entrosar!

GUARANI 1 X 3 CRUZEIRO
Local: Arena do Calçado, em Nova Serrana (MG)
Data/Hora: 11/2/2015, às 22h
Árbitro: Emerson de Almeida Ferreira.
Auxiliares: Celso Luiz da Silva e Luiz Antônio Barbosa.
Cartões amarelos: Carlos Renato, Vinícius Kiss (GUA); Mena (CRU)
Gols: Leandro Damião, 14’/2ºT (0-1); Judivan, 35’/2ºT (0-2); João Carlos, 37’/2ºT (1-2); Leandro Damião, 46’/2ºT (1-3)
GUARANI: George, Roger (João Carlos, 36’/2ºT), Marx Freud, Thiago Papel e Carlos Renato; Rafael Jataí, Leandro Ferreira, Djalma (Vinícius Kiss, 21’/1ºT) e Michel Cury; Marcinho (Walterson, 28’/2ºT) e Fábio Júnior. Técnico: Gian Rodrigues.
CRUZEIRO: Fábio, Mayke (Eurico, 19’/1ºT), Fabiano, Léo e Mena; Willian Farias (Seymour, intervalo), Henrique, Marquinhos, De Arrascaeta e Willian (Judivan, 22’/2ºT); Leandro Damião. Técnico: Marcelo Oliveira.

Bruno Santos
bruno@portalceleste.com.br
www.facebook.com/portalceleste